A Lenda da Mula sem Cabeça

A lenda da mula-sem-cabeça é do folclore brasileiro, a sua origem é desconhecida, mas bastante evidenciada em todo Brasil.

A mula é literalmente uma mula sem cabeça e que solta fogo pelo pescoço, local onde deveria estar sua cabeça, possui em seus cascos, ferraduras que são de prata ou de aço e apresentam coloração marrom ou preta.
Segundo alguns pesquisadores, apesar de ter origem desconhecida, a lenda fez parte da cultura da população que vivia sobre o domínio da Igreja Católica.

A Lenda da Mula sem Cabeça
A Lenda da Mula sem Cabeça

Segundo a lenda, qualquer mulher que namorasse um padre seria transformada em um monstro, desta forma as mulheres deveriam ver os padres como uma espécie de “santo” e não como homem, se cometessem qualquer pecado com o pensamento em um padre, acabariam se transformando em mula sem cabeça.
Segundo a lenda, o encanto somente pode ser quebrado se alguém tirar o freio de ferro que a mula sem cabeça carrega, assim surgirá uma mulher arrependida pelos seus “pecados”.

A Lenda da Mula sem Cabeça

Turma do Folclore: A Mula sem cabeça é um ilustre personagem do nosso Folclore. Ela vive lá na fazendinha, junto com cavalos, galinhas e vaquinhas, ao lado da Igrejinha, e todos os dias sai para passar na floresta e brincar com os outros animais. Ela está sempre alerta, ajudando a evitar as queimadas na mata.

 

LETRA DA MÚSICA – MULA SEM CABEÇA

Ela vive lá na fazendinha
E relincha ao se espreguiçar

Põe no casco, ferradura preta
E na floresta põe se a cavalgar

Ah, a mula sem cabeça
Pararapapa
Ah, a mula sem cabeça
Pararapapa

A mula corre, tem fogo na cabeça
E não deixa o incêndio começar

Vive sempre, perto da igreja
E a noite sai para dançar

Ah, a mula sem cabeça
Pararapapa
Ah, a mula sem cabeça
Pararapapa

Música da Mula sem cabeça